Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, PATU, Santa Terezinha, Mulher, de 26 a 35 anos, Abkhazian, Livros, Informática e Internet, Tv
MSN -



Histórico


Categorias
Todas as mensagens
 Citação


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Poesias e Menságens


Desejos


Eu desejo que desejes ser feliz de um modo possível e rápido,
Desejo que desejes uma via expressa rumo a realizações não utópicas, mas viáveis, que desejes coisas simples como um suco gelado depois de correr ou um abraço ao chegar em casa...
Desejo que desejes com discernimento e com alvos bem mirados.

Mas desejo também que desejes com audácia,
Que desejes uns sonhos descabidos
E que ao sabê-los impossíveis não os leve em grande consideração,
Mas os mantenha acesos, livres de frustração,
Desejes com fantasia e atrevimento,
Estando alerta para as casualidades e os milagres,
Para o imponderável da vida, onde os desejos secretos são atendidos.

Desejo que desejes trabalhar melhor, que desejes amar com menos amarras,
Que desejes parar de fumar, que desejes viajar para bem longe...
E desejes voltar para teu canto, desejo que desejes crescer...
E que desejes o choro e o silêncio, através deles somos puxados pra dentro,
Eu desejo que desejes ter a coragem de se enxergar mais nitidamente.

Mas desejo também que desejes uma alegria incontida,
Que desejes mais amigos, e nem precisam ser melhores amigos,
Basta que sejam bons parceiros de esporte e de mesas de bar,
Que desejes o bar tanto quanto a igreja,
Mas que o desejo pelo encontro seja sincero,
Que desejes escutar as histórias dos outros,
Que desejes acreditar nelas e desacreditar também,
Faz parte este ir-e-vir de certezas e incertezas,
Que desejes não ter tantos desejos concretos,
Que o desejo maior seja a convivência pacífica com outros que desejam outras coisas.

Desejo que desejes alguma mudança,
Uma mudança que seja necessária e que ela não te pese na alma,
Mudanças são temidas, mas não há outro combustível para essa travessia.
E desejo, principalmente,
Que desejes desejar, que te permitas desejar,
Pois o desejo é vigoroso e gratuito, o desejo é inocente,
Não reprima teus pedidos ocultos, desejo que desejes vitórias, romances, diagnósticos favoráveis,
mais dinheiro e sentimentos vários,
Mas desejo, antes de tudo, que desejes, simplesmente.

Uma frase do ineskecivel Bob Marley.
Dificil não é lutar por aquilo que se quer,
E sim desistir dakilo que se mais ama.
Eu desisti, mas não pense que foi por nã ter coragem de lutar,
E sim por não ter mais condições de sofrer"
Bob Marley



Escrito por silvanaelizabete às 12h51
[] [envie esta mensagem] []



 

Sutilmente... a verdade

Não podemos simplismente  abraçar alguém enquanto estiver triste,

Enquanto estar sempre sempre triste...

Tristeza contamina,

Sufoca a alegia,

Devora o  bom humor;

Tira a esperança de fazer feliz um ser;

Modifica todas as  boas intenções;

Esfria o desejo,

Sufoca os beijos,

E devora o amor;

Não podemos  simplismente abraçar alguém  enquanto estiver triste;

Há pessoas que ficam tristes o tempo tempo;

Se deixam tristes o tempo todo;

Não vêem a vida passando;

Não lembram  dos melhores momentos;

Não se vêem como livres:

Não praticam  a liberdade emocional;

Mesmo livres escolhem continuar  presos  no cárcere da emoção;

Não se colocam como donos de si;

Não se comportam como seres  adultos;

Não se impôem  diante das tristezas e aborrecimentos;

Não resolvem um problema de cada vez;

Não deixam os problemas no seu devido lugar,

Acumulam dores e decepções,

Absorvem o que os falsos amigos dizem de mal, com a falsa  intenção de fazer o bem;

Não refletem no que É

 E vivem  pensando no que foi ou na que será

E assim perdem  a oportunidade de viver o instante presente com intensidade

E garantir um futuro intenso;

Não se dão  conta que Deus  agi em nossa vida o tempo todo;

Não percebem que as perdas são necessárias para se ter novos ganhos;

E que assim como perdemos nossos cabelos para ganharmos experiências;

Assim também perdemos nosssas  amarras para termos a verdadeira liberdade;

Assim como criamos rugas adquirimos novas experiências;

Assim também enfrentamos muitas tristezas para ganharmos a felicidade.

Não podemos sultilmente nos afastar de alguém  quando estiver louco.

 Tem gente  está sempre lúcida  demais , naõ comente nenhuma loucura;

Não se deixa enlouquecer pela paixão que lhe é dada;

Não se deixa envolver pela vida louca que os espera;

Não percebeu que começar de novo dar trabalho,

Mas compensa, renova, purifica e fortalece.

Não podemos sutilmente disfarçar enquanto alguém estiver bobo;

Pois não há disfarce para o encontamento;

Nem fingimento suficiente que disfarce a verdade e cinceridade dos  sentimentos;

Espero que o mundo não acabe, enfim, com tudo que tenhos em nós

 Nem que leve os sonhos sem antes serem realizados;

Nem que mate as esperanças de dias melhores;

E que as alegrias superem as tristezas

Para quando alguém estiver fogo

Possamos suavimente nos  encaixar...

No  corpo, na vida e especialmente no  coração

De quem provavelmente nos completará

E seguirá conosco em busca de superação dos nossos próprios medos

E realização dos nossos mais surpriendentes e intensos DESEJOS e SONHOS.

                                                           S.E.A 25/09/2009



Escrito por silvanaelizabete às 11h08
[] [envie esta mensagem] []



Sutilmente

Skank

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti (x2)

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti (x4)




Escrito por silvanaelizabete às 10h17
[] [envie esta mensagem] []



 

          Existem situações em nossa vida que lembram um avião passando por uma forte tempestade.
A sensação é de que estamos pendurados no ar sem nada pra nos sustentar ou segurar.
No meio da tempestade, páre, pense e acredite que "nosso Pai é o piloto".
Apesar das circunstâncias, nossa vida está nas mãos de Deus.
E se é Ele quem está no controle, não há o que temer!



Escrito por silvanaelizabete às 21h07
[] [envie esta mensagem] []



Pra fazer pensar...

Ao nascer, perdemos o aconchego a segurança e a proteção do útero.
Estamos, a partir de então, por nossa conta. Sozinhos.
Começamos a vida em perda e nela continuamos.
Paradoxalmente, no momento em que perdemos algo, outras possibilidades nos surgem.
Ao perdermos o aconchego do útero, ganhamos os braços do mundo.
Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta, nos eleva e nos destrói. E continuamos a perder.
E seguimos a ganhar.
Perdemos primeiro a inocência da infância.
A confiança absoluta na mão que segura nossa mão, a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas por que alguém ao nosso lado nos assegura que não nos deixará cair...
E, ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar.
Por que? Perguntamos a todos e de tudo.
Abrimos portas para um novo mundo e fechamos janelas, irremediavelmente deixadas para trás.
Estamos crescendo.
Nascer, crescer, adolescer, amadurecer, envelhecer, morrer.
Vamos perdendo aos poucos alguns direitos e conquistando outros.
Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo nos é tomado contra a vontade.
Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres....
E aprendemos. E vamos adolescendo ganhamos o mundo.
Neste ponto, vivemos em grande conflito.
O mundo todo nos parece inadequado aos nossos sonhos.
Ah, os sonhos!!!
Ganhamos muitos sonhos.
Sonhamos dormindo, sonhamos acordados, sonhamos o tempo todo.
Aí, de repente, caímos na real!
Estamos amadurecendo, todos nos admiram.
Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados.
Perdemos a espontaneidade.
Passamos a utilizar o raciocínio, a razão acima de tudo.
Mas, não é justamente essa a condição que nos coloca acima (?) dos outros animais?
E continuamos amadurecendo ganhamos um carro novo, um companheiro, ganhamos um diploma.
E desgraçadamente perdemos o direito de gargalhar, de andar descalço, tomar banho de chuva, lamber os dedos...
Mas, perdemos peso!!!
Já não pulamos mais no pescoço de quem amamos e tascamos - lhe aquele beijo estalado, mas apertamos as mãos de todos, ganhamos novos amigos, ganhamos reconhecimento, honrarias, títulos honorários e assim, vamos ganhando tempo... enquanto envelhecemos.
De repente, percebemos que ganhamos algumas rugas, algumas dores nas costas (ou nas pernas),...ganhamos celulite, estrias.
E perdemos cabelos.
Nos damos conta que perdemos também o brilho no olhar, esquecemos os nossos sonhos, deixamos de sorrir.
Perdemos a esperança.
Estamos envelhecendo.
Não podemos deixar pra fazer algo quando estivermos morrendo.
Afinal, quem nos garante que haverá mesmo um renascer?
Exceto aquele que se faz em vida?
Que a gente cresça e não envelheça simplesmente.
Que tenhamos dores nas costas e alguém que as massageie.
Que tenhamos rugas e boas lembranças.
Que tenhamos juízo mas mantenhamos o bom humor e um pouco de ousadia.
Que sejamos racionais, mas lutemos por nossos sonhos.
E, principalmente, que não digamos apenas eu te amo, mas ajamos de modo que aqueles a quem amamos e se sintam amados mais do que saibam-se amados.
Afinal, o que é o tempo?
Não é nada em relação à vida...



Escrito por silvanaelizabete às 20h56
[] [envie esta mensagem] []



Uma mensagem de ânimo para você

No mundo em que vivemos, devemos seguir a sabedoria das águas, que nunca discute com seus obstáculos, mas contorna-os, e segue seu rumo serena e tranqüila, certa de que há outros rios que a espera para transbordar suas águas juntas e assim seguir o ciclo natural da vida.

          Nunca devemos nos auto-abandonar. E se acaso tenhamos feito isso um dia, devemos resgatar nosso ser, protegê-lo e amá-lo.

         Opte para libertar-se do cárcere da emoção.

         Não cultive sentimento de ódio. Perdoe, porque o perdão derrota qualquer inimigo.

         Determine ser alegre, seguro, feliz.

          A vida é uma só, e não devemos perder nossos instantes preciosos com coisas que nos fazem sofrer. Devemos dar uma chance a nós mesmos e seguir sem medo, porque quem tem dignidade, honestidade, verdade e não tem nada a esconder de ninguém  e principalmente dos olhos de Deus (pois Dele não se esconde nada nunca), tem grande chance de vencer e ser feliz.

        Por isso, viva a vida!

        E... 

        Viva a liberdade!

           



Escrito por silvanaelizabete às 19h18
[] [envie esta mensagem] []



Mude

Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama.
Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais, leia outros livros, viva outros romances!
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia... o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado, outra marca de sabonete, outro creme dental.
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas.
Troque de carro.
Compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Arrume um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!



Escrito por silvanaelizabete às 19h09
[] [envie esta mensagem] []



Mude

Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama.
Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais, leia outros livros, viva outros romances!
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia... o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado, outra marca de sabonete, outro creme dental.
Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas.
Troque de carro.
Compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só.
Arrume um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!



Escrito por silvanaelizabete às 19h09
[] [envie esta mensagem] []



Não espere

Não espere um sorriso

para ser gentil...

Não espere ser amado para amar...

Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está ao seu lado...

Não espere ficar de luto para reconhecer quem hoje é importante em sua vida...

Não espere o melhor emprego para começar a trabalhar...

Não espere a queda para lembrar-se do conselho.

Não espere...

Não espere a enfermidade para perceber o quanto é frágil a vida...

Não espere pessoas perfeitas para então se apaixonar...

Não espere a mágoa para pedir perdão...

Não espere a separação para buscar reconciliação.

Não espere a dor para acreditar em oração...

Não espere elogios para acreditar em si mesmo...

Não espere...

Não espere que o outro tome a iniciativa se você foi o culpado...

Não espere o eu te amo para dizer eu também...

Não espere o dia da sua morte para começar a amar a vida...

E então, o que você está esperando?



Escrito por silvanaelizabete às 19h04
[] [envie esta mensagem] []



O que é importante para você?

Algumas coisas na vida nos parecem importantes,

Mas tão importantes que deixamos de viver

Aquilo que realmente nos faz feliz

Por medo de perder, chocar ou contrariar essas coisas,

ou certas pessoas de nossas vidas

Que julgamos importantes pra gente

E que nem sempre somos importantes pra elas

Com muito penar, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes,

Abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes

Algumas delas nem nos fazem tão bem assim,

Ás vezes até nos fazem mal,

Um mal maquiado num falso bem

E, mesmo assim, ainda as julgamos importantes.

É necessário reconhecer, em certos momentos,

Que nem sempre o que parece ser importante, realmente é.

E que nem sempre o importante na vida estar naquilo que julgamos ser,

Temos, no entanto, que ter a coragem e a visão

Que muitos não têm

E que só o tempo e o sofrimento nos dá

A visão de enxergar que o importante na vida

É aquilo que nos faz realmente felizes.

E lembre-se:

As coisas têm o tamanho da importância

Que nós damos a elas!

                                                                         Silvana E. Andrade



Escrito por silvanaelizabete às 21h47
[] [envie esta mensagem] []



  Anime-se

Espie o mundo lá fora,
Saia da rotina.

Não se esconda da vida,
Aceite desafios, exercite seu cérebro.

Passe por cima dos obstáculos,
Corra riscos,
Alimente-se bem,
Faça exercícios,
Aproveite as atividades em grupo...

Relaxe,
Faça bons amigos,
Independente de quão diferentes eles sejam...

Respeite todos os seres,
Dê colo...
E lembre-se:

Faz parte da vida perder a cabeça, às vezes!!!

Seja feliz enquanto há tempo!!!



Escrito por silvanaelizabete às 21h07
[] [envie esta mensagem] []



  Anime-se

Espie o mundo lá fora,
Saia da rotina.

Não se esconda da vida,
Aceite desafios, exercite seu cérebro.

Passe por cima dos obstáculos,
Corra riscos,
Alimente-se bem,
Faça exercícios,
Aproveite as atividades em grupo...

Relaxe,
Faça bons amigos,
Independente de quão diferentes eles sejam...

Respeite todos os seres,
Dê colo...
E lembre-se:

Faz parte da vida perder a cabeça, às vezes!!!

Seja feliz enquanto há tempo!!!



Escrito por silvanaelizabete às 21h05
[] [envie esta mensagem] []



 

Eu temia...



Eu tinha medo de ficar só até que aprendi a gostar de mim mesma.

Temia fracassar...
Mas percebi que só fracasso se desistir.
Eu tinha medo do que as pessoas pudessem pensar de mim...
Até que percebi que o que conta realmente é o que penso de mim mesmo, com consciência, lucidez e humildade.

Eu temia ser rejeitado...
Até que percebi ter fé em mim mesmo, que sou meu maior companheiro.
Eu tinha medo da dor...
Até que percebi que o sofrimento só me ajuda a crescer e afasta de mim a arrogância.
Eu temia a verdade...
Até descobrir que a verdade é um espelho quebrado em mil pedacinhos.
Ninguém é dono da verdade,
Pois não tem mais do que um caco dela.
Eu temia as perdas e a morte...
Até que aprendi que as perdas não representam o fim, mas o início de um novo ciclo.
Temia o ódio...
Até que aprendi que o ódio é um veneno que a pessoa toma pensando atingir o outro.

Eu temia o ridículo...
Até que aprendi a rir de mim mesma.
Temia ficar velha...
Até que compreendi que posso ganhar sabedoria a cada dia.
Temia ser ferida nos meus sentimentos,
Até que aprendi que ninguém consegue me ferir sem minha permissão.

Temia a escuridão...
Até que entendi a importância da luz de uma pequena estrela.
Temia mudanças...
Até que percebi as mudanças pelas quais tem que passar uma bela borboleta antes de poder voar.
Eu ainda tinha medo de ficar só,
Até que aprendi que a única pessoa que estará comigo em todos os momentos da minha vida sou eu mesma!

Vamos enfrentar cada obstáculo à medida que apareça em nossas vidas com coragem e confiança.
E não esqueça:
Nunca desista de você!!!!

 

 



Escrito por silvanaelizabete às 20h24
[] [envie esta mensagem] []



Nem sempre somos capazes de retribuir o bem que o outro nos faz,

o amor que outro nos aferece, as amizdes que nos presenteiam.

As vezes, estamos tão longe de nós mesmos que se torna impossível ficar perto dos outros.

A vida tem fazes e fases, ocultas.

E diante dessas fazes e fases, precisamos passar por um processo de psicoadaptação.

"Que  se refere a capacidade de suportar dor, transceder obstáculos, adminartrar conflitos, contornar entraves, se adpatar às mudanças psicossociais" (CurY 2008).

E Mudanças emocionais...

Como uma semente que precisa morrer para germinar,

Um passaro que perde as penas para se refazer

E renascer sua plumagem de forma definitiva e forte,

Esse processo de regenaração ocorre interiomente

Dentro da alma e do coração

Renova nossas emoções para depois renovar nossa vida

De forma definitiva e forte!

É preciso apenas atravessar essas fazes com leveza, calma, sabedoria e fé.

"Deus não abandona quem se abandona em Deus!"



Escrito por silvanaelizabete às 19h08
[] [envie esta mensagem] []



 

G.L

Seu amor me fortalece e me faz sentir melhor do que realmente sou;

Seu amor é uma resposta a diversas perguntas que me faço;

Seu amor é prova viva de que ainda tem gente capaz de amar,

Sem pedir nada em troca;

Seu amor não me faz amar,

Mas, me dá esperanças de um dia,

As marcas do meu coração sejam apagadas

E renovadas por essa Amor contagiante!

Obrigada pelo seu amor!!!!



Escrito por silvanaelizabete às 18h43
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]